16/06/2010

CONHECIMENTO QUE LIBERTA

“Na ausência é que o valor é estimado.”
Quantas vezes os ensinamentos terão que bater a porta dos meus ouvidos?
Para então não afligirem meu coração?
Sempre o cativo é o melhor admirador da liberdade,
Sempre o surdo é o maior apreciador dos mais tolos sons,
Sempre o iletrado responde melhor as questões óbvias do viver.
Que pensas homem, quando abdica da liberdade de escolha?
Amas mais a escolha do que a Aquele que te concede as alternativas?

“O homem sem liberdade deixa de viver sua essência. Pois o pior cativeiro é o produzido no interior do homem.” E se alimenta das migalhas que caem da mesa do seu senhor. E se conforma com seus cativeiros físicos, emocionais e espirituais.

E deveras grita sem produzir som
E caminha milhas sem sair do ponto de partida
E fala o que ninguém entende
Deixa de produzir sombra, de sorrir, de cativar...
Esquece de esperar pela esperança... e ela passa.

Mas quando esse homem encontrar forças para abrir uma pequena fresta na existência nascerá o Sol da Justiça, trazendo salvação debaixo das suas asas. E sairá e saltará como bezerro liberto da estrebaria.
A Ele todo som!

Citações entre aspas: Pr Josias Cesar - (referência Zacarias 4.2)

5 comentários:

  1. nossa existencia tem um fundamento: nos relacionarmos com Deus e com nós mesmos,assim aprendi com uma amiga ontem!rs
    beijão te amo!

    ResponderExcluir
  2. Bela postagem!

    que bonitinha essa foto com as mãos :)
    achei muito fofo.

    ResponderExcluir
  3. Trazes questões muito pertinentes,
    que me fizeram refletir.

    Um abraço,

    Talita
    História da minha alma.

    ResponderExcluir
  4. A perda deixa nossa mente aberta. Poucos são os que usam este momento para rever o todo e aprender. Logo voltam ao estágio egoísta. Abs meu caro.

    ResponderExcluir
  5. Pasto Josias Cesar8 de julho de 2010 19:58

    Tudo muito profundo. Fruto de um coração extremamente sensível. Parabéns.

    ResponderExcluir